veraferro

A força do sim

A comunicação entre corpos por meio do sangue que une corações dá ao trabalho de Vera Ferro um grande potencial visual. O que ela discute em sua obra é a imanência da vida, que está esparramada em todo o corpo e, principalmente do poder do coração de bombear para todo o organismo o jato de existência.

As manchas e traços que utiliza em sua criação reforçam o conceito de que viver é muito mais do que sonhar com idealizações. Trata-se de um exercício cotidiano marcado por um caminhar que pode trazer sobressaltos e aflições, mas que deve ser preservado como uma espécie de dádiva.

Não vem à tona uma questão religiosa, mas uma vivência cotidiana salpicada por cada instante que passa em sua trajetória. Por mais diferentes que as pessoas pareçam muitas vezes, seus elementos comuns se destacam pelos caminhos da vida, seja nas aflições ou nos contentamentos.

Vera Ferro acentua em sua trajetória plástica a construção de uma linguagem que busca explorar aquilo que há de melhor no ser humano: a sua capacidade de superação constante e de responder a cada não da existência com um afirmativo sim em cada nova empreitada.

Oscar D'Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil)