veraferro

Navegar é Preciso 2009

Navegar é preciso,viver é preciso.

Com céus tumultuados ou calmos,com águas turbulentas ou serenas, viver é preciso.
E é bonito,é bonito,é bonito.

Observações sobre a vela e os cabos, viajando em um veleiro, pelos mares de Andaman na Tailândia, Mar Mediterrâneo e Mar Adriático.

Me apaixonei pela força absurda do vento e pela suavidade das velas . A vela é maleável, dócil, flui. A corda, estica, puxa e range com o vento. O vento faz a vela cantar, ela se enrola, se debate e ondula. O sol a travessa, em sua transparência.

O título remete ao poema de Fernando Pessoa e diz que: navegar é preciso ( de precisão) e viver não é preciso ( de exatidão, certezas).